O Vendedor performático e o canal

Falar da diferença de preços entre revendas e o grande varejo já se tornou assunto batido. Ideias de como diferenciar, com serviços, softwares e acessórios também já beiram a redundância.

No entanto, um tema bastante interessante é a participação do vendedor no processo de convencimento e garantia de venda, além da fidelização do cliente, o que chamamos de Vendedor Performático.

É aquele personagem capaz de vender gelo para esquimó. O vendedor performático dáshow no seu dia a dia, trazendo a participação das pessoas. E, para isso, entende o perfil de quem compra e tem conhecimento técnico do que vende. Sua grande missão é o desafio de conquistar aplausos, sim, pois além da venda, ele quer cativar o cliente.

O vendedor performático precisa estar apto a enfrentar desafios. Ele demanda uma plateia, clientes que o desafiem a mostrar seu grande show. Além disso, este profissional tem a missão de entender e surpreender, e aqui entra o pós-venda. O atendimento é uma arte para poucos, o profissional do futuro é o que satisfaz a expectativa e ainda faz algo a mais, o que encanta e fideliza.

Por fim, para completar o perfil do vendedor performático, é hora de pensar fora da caixa, fazer aquilo que ninguém entrega. Assim, este talentoso funcionário faz na frente de todos o que ninguém enxerga. Pensar fora da caixa não é tão complicado, a inovação pode ser simples! Ela está na forma de observar pequenos detalhes que estão à nossa frente e não valorizamos. É preciso dar atenção às pequenas atitudes e trabalhos comportamentais, estimando os mínimos detalhes.

*Vladimir França é diretor executivo da Associação Brasileira de Distribuidores de TI

Comparte