Estudo da IDC mostra recorde nas vendas de smartphones no terceiro trimestre de 2013

Foram 10,4 milhões de aparelhos comercializados no Brasil. No cenário mundial os números também são positivos

A venda de smartphones no Brasil continua surpreendendo. No terceiro trimestre de 2013, foram comercializados 17,9 milhões de aparelhos no país e, desse total, 10,4 milhões referem-se a smartphones. O crescimento foi de 147% frente ao mesmo período no ano passado e 20% em relação ao segundo trimestre de 2013. Já os features phones (aparelhos convencionais) tiveram uma queda de 33% em relação a 2012 e de 5% na comparação com o trimestre passado. Os dados são da IDC Brasil, líder em inteligência de mercado, serviços de consultoria e conferências com as indústrias de Tecnologia da Informação e Telecomunicações.

Para Leonardo Munin, analista de mercado da IDC Brasil, vários fatores vêm favorecendo a venda de smartphones. “Além da redução no valor do ticket médio para os dispositivos, os grandes fabricantes que atuam no Brasil já voltam quase todo seu portfólio para este tipo de aparelho”, analisa. Somado a isso, novas marcas se lançaram no mercado de celulares – vindas de outros segmentos de TI – provocando um aumento da concorrência e consequentemente maior oferta de modelos e preços menores. “Esta situação permitirá que a nova classe C brasileira entre de vez neste mercado o que poderá impulsionar mais as vendas dos celulares inteligentes”, diz.

Apesar da redução de preço ser um ponto determinante para a expansão do mercado de smartphones, não é só a venda de produtos de entrada que cresce. Modelos com faixas de preços maiores também apresentaram crescimento, mostrando que o momento do mercado é bom para todos. “A IDC acredita que existem dois movimentos de transição simultâneos no mercado. Quem tem um celular básico está migrando para um smartphone de entrada e quem já tem um dispositivo com dados, está comprando um smartphone mais robusto, mais premium”, explica.

Dos 10,4 milhões de smartphones vendidos no terceiro trimestre, 90% eram dispositivos com sistema operacional Android.

Ainda segundo o estudo da IDC, o open market (vendas nos canais que não a operadora) representa 52% da comercialização dos dispositivos, mas as operadoras seguem sendo o principal canal de vendas para este tipo de aparelho. O segmento corporativo representa 11% das vendas dos dispositivos inteligentes, um crescimento de 148% frente ao mesmo período do ano passado.

No mundo

No mercado mundial, os números também são recordes. No terceiro trimestre do ano as vendas de smartphones atingiram cerca de 468 milhões de unidades, um aumento de 39% frente ao mesmo período no ano passado. No comparativo trimestral, o crescimento foi de 9%. A queda substancial no preço deste tipo de dispositivo e a chegada de novos fabricantes no mercado, além dos números realizados pela China, que hoje já representa mais de um terço do mercado, foram os principais responsáveis pelo saldo positivo.

“Olhando para o futuro, temos a expectativa de outro grande salto nas vendas para o quarto trimestre e um novo recorde para o mercado de smartphones mundial, já que historicamente esse período apresenta bons resultados motivados pelas vendas de Natal e lançamentos”, diz o analista da IDC. Segundo ele, o mercado mundial deverá chegar próximo de um bilhão de unidades vendidas em 2013.

Comparte